fbpx

Blog

Você sabe quais os nomes de pets mais famosos do Brasil?

Você sabe quais os nomes de pets mais famosos do Brasil?

A relação entre os donos e seus pets hoje vai muito além de possuir um bichinho de estimação.

Há muitos casos nos quais os animais são verdadeiros filhos de quatro patas.

Por isso, os nomes dos pets são de extrema importância para os donos e, na hora de escolher, alguns optam por aqueles que fogem do convencional, como Totó ou Rex, por exemplo.

Bem como os nomes de bebês, é possível encontrar diversas listas online que o dono consegue escolher o nome mais legal para pôr em seu bichinho de estimação.

Alguns permanecem bastante tempo no topo da lista e por isso transformam-se nos mais populares. Nos momentos de indecisão, isso pode ajudar muito a escolher o nome perfeito.

A seguir, veja quais são esses nomes e fique por dentro dos nomes mais populares para os queridos pets.

Os rankings de nomes

A DogHero, aplicativo que reúne donos de pets e lares hospedeiros, fez a divulgação de nomes mais populares com base em seus cadastros.

Essas listas são feitas anualmente, não apenas nesse tipo de aplicativo, mas em vários veículos de mídia.

Foram mais de 150 mil nomes coletados, que são divididos em machos e fêmeas.

Não apenas essa lista, mas em diversas outras podemos perceber a ocorrência dos mesmos nomes, que são os queridinhos dos donos de pets.

Nomes para os machos

Os nomes para os machos são diversos e muitos deles fogem do clichê. Confira abaixo os 25 mais populares:

1. Thor

2. Luke

3. Nick

4. Teo/Theo

5. Billy

6. Bob

7. Fred

8. Pingo

9. Chico

10. Ted

11. Mike

12. Toby

13. Toddy

14. Max

15. Dudu

16. Bidu

17. Johnny

18. Marley

19. Ozzy

20. Cookie

21. Hulk

22. Snoopy

23. Jack

24. Bruce

25. Frederico

Nomes para as fêmeas

As fêmeas não podem ficar de fora, por isso, aqui estão também os 25 nomes mais populares para elas. Confira e veja qual você mais gosta:

1. Mel

2. Nina

3. Maggie

4. Luna

5. Amora

6. Lola/Lolla

7. Belinha

8. Julie

9. Bela/Bella

10. Sofia/Sophia

11. Malu

12. Cacau

13. Cristal

14. Sofie/Sophie

15. Cindy

16. Chanel

17. Frida

18. Duda

19. Lua

20. Babi

21. Laila

22. Minnie

23. Jolie

24. Jade

25. Pipoca

Como escolher?

Não é uma tarefa fácil escolher o nome perfeito, afinal, você que ficará chamando esse nome para se comunicar com o seu bichinho.

Mas fique tranquilo, basta recorrer às diversas listas e pensar naquele que mais se encaixa com o seu animalzinho.

Seja por conta de um personagem de desenho animado, filme ou mesmo com base em nomes para humanos, os nomes de pets mais famosos têm como base a criatividade dos seus donos.

Então, caso não encontre o ideal nestas listas, use a criatividade e escolha o nome que mais tenha a ver com seus gostos, além de combinar com a carinha do seu filhinho de quatro patas.

Está interessado em saber mais sobre comida natural para os seus pets? Entre em nosso site e conheça os nossos produtos.

Castração, conheça os benefícios para os cães e gatos

Castração, conheça os benefícios para os cães e gatos

O avanço das técnicas veterinárias tem proporcionado uma vida mais longa para cães e gatos.

Em decorrência disso, o número de animais cresceu consideravelmente, já que a expectativa de vida aumentou.

Por conta desse, entre outros fatores, a castração se tornou um procedimento muito importante para o controle da procriação animal, que antes era bastante descontrolada.

Porém, engana-se quem pensa que essa é a única finalidade ou benefício proporcionado pela cirurgia.

Segundo veterinários, a mesma traz diversos benefícios para cães e gatos, que podem ser facilmente observado após a cirurgia.

Uma das principais benesses é a prevenção de doenças que podem vir a matar o animal.

Citamos como por exemplo o tumor que atinge as fêmeas nas mamas e nos machos na próstata.

Além disso, o comportamento do animal altera para melhor e a fêmea deixa de menstruar e passar pelos famosos desconfortos nesse período.

Muitos donos de pets têm medo de realizar o procedimento por não saber exatamente quais serão os efeitos posteriores ao animal.

É importante saber como é feito o procedimento e qual é a importância do mesmo para a vida dos bichinhos.

Por isso, separamos 4 benefícios principais que a castração pode trazer para cães e gatos. Confira:

Acaba com a gestação e cio

Principalmente para os gatos, que geralmente saem durante o dia para a rua, a procriação constante sempre foi um problema.

Cachorros de rua também sofrem com isso.

A fêmea por natureza, assim como nós humanos, entra no cio, atraindo os machos para acasalamento.

Os cios das cadelas são semestrais, enquanto nas gatas podem ocorrer até quatro vezes ao ano, gerando bastante desconforto para ambos os animais, que necessitam usar fraldinhas pela casa e fugir dos machos.

Por isso, a castração (que pode ser feita logo no primeiro ano de vida do animal) é a melhor opção para aliviar a fêmea desses percalços causados pelo cio e as gestações indesejadas.

Previne doenças

Como já mencionado, o câncer atinge muitos animais que não foram castrados, afetando as mamas nas fêmeas e a próstata nos machos.

Para a remoção do tumor, a cirurgia é prescrita pelo veterinário, mas traz muitos riscos à vida do animal, podendo levar à morte.

Nas fêmeas não castradas, a inflamação no útero também é outro problema recorrente e grave.

Por conta disso, a castração é essencial para evitar tais doenças que podem diminuir o tempo de vida do animal.

Altera o comportamento

Os animais que são castrados deixam de produzir o hormônio da testosterona, que é um dos fatores responsáveis pela agressividade de certos animais.

Com a castração, esse hormônio é cessado e a agressividade diminui consideravelmente, ajudando na convivência com outros animais na casa.

Além disso, o instinto de fazer xixi por todo canto da casa para marcar território também diminui.

A diminuição do metabolismo auxilia no controle da agitação do animal, que passa a ficar mais quieto e dormir mais.

Sendo assim, a castração logo no primeiro ano de vida auxilia no bem-estar do próprio animal e na manutenção da sua casa!

Aumenta o tempo de vida do animal

Pelo fato de prevenir doenças, a castração reduz a necessidade de cirurgias na velhice e a morte por conta de doenças mais graves.

Além disso, a aquietação e maior tranquilidade do animal impedem que este tenha vontades constantes de sair de casa, como acontece com os gatos, diminuindo os riscos de atropelamentos e de contaminação.

Assim, a estimativa é que o procedimento prolongue a vida do animal em por mais alguns anos.

Conte com nossos serviços de veterinária e pet shop.

Acesse o site e confira. 

Banho e tosa: O que levar em conta na hora de escolher um local?

Banho e tosa: O que levar em conta na hora de escolher um local?

Os animais de estimação são capazes de nos dar tanto amor, que devolver esse carinho e dar um cuidado especial é o mínimo que podemos fazer em troca. Por isso, no banho ou na tosa, cada pequena escolha para eles deve ser bem pensada.

Desde uma alimentação saudável até um veterinário competente e mesmo os serviços mais simples de banho e tosa.

Com o aumento de locais que oferecem de banho e tosa pode ser tentador optar por aquele mais barato ou mais perto de casa.

No entanto, existem outros critérios mais importantes para escolher onde levar o seu pet para fazer esses serviços.

Descubra neste texto o que você deve levar em consideração para tomar essa decisão.

Verifique o ambiente

Por fim, veja também o estado do local e as condições de limpeza da área do banho e tosa.

Além de ser um ambiente fechado para nenhum animal fugir, ele deve ser bem limpo, dos equipamentos até o chão.

Mesmo as toalhas devem ser individuais e esterilizadas.

Verifique ainda se o estabelecimento possui controle de pragas, a fim de evitar a contaminação dos animais.

Todo estabelecimento que cuida de pets de alguma forma deve amar e cuidar dos animais tanto quanto os próprios donos.

Nossa empresa sabe disso e, por isso, oferecemos apenas o melhor para o seu companheiro de quatro patas.

Confira todos os nossos produtos e serviços no site.

Confira a qualidade dos produtos

Alguns negócios tentam baratear os serviços usando produtos mais baratos e de baixa qualidade.

Mesmo que seja tentador, o barato pode sair caro para você e seu animal de estimação.

Produtos inadequados podem causar reações alérgicas e danificar o pelo.

Consertar esses problemas posteriormente custará ainda mais, por causa dos produtos específicos que o tratamento pode demandar.

Por isso é importante, antes de contratar o banho e tosa, perguntar que produtos são usados no local.

Peça também para vê-los pessoalmente, assim você poderá ler o rótulo e a data de validade, e se certificar por conta própria que o produto é adequado.

Conheça o veterinário responsável

Para começar, é preciso se certificar que o estabelecimento esteja conforme a lei.

Isso significa ter documentação e registro no Conselho Regional de Medicina Veterinária e também ter um médico veterinário responsável.

A presença desse profissional é importante não só para atestar pela legalidade do local como para garantir que o pet terá o cuidado adequado.

Cada animal é diferente do outro, com pele e pelo em condições variadas, e o veterinário pode indicar a melhor maneira de fazer o banho e a tosa.

Além disso, o profissional também pode auxiliar no manejo do pet caso ele possua algum problema como uma hérnia ou alguma deficiência.

Para animais de estimação mais velhos, esse cuidado é essencial para não machucá-los.

Observe os atendentes

É sempre bom conhecer as pessoas antes de confiar nossos bichinhos a eles.

Converse com os atendentes do local, perguntem sobre o serviço e também a experiência deles.

Assim como o veterinário, os funcionários que fazem o banho e a tosa também deve possuir certificado de curso profissionalizante.

Se possível, observe como eles reagem em contato com o seu pet e se puder vê-los fazendo o serviço em outro pet na hora, melhor ainda.

Desta forma é mais fácil saber se eles cuidam bem do animal para que ele fique o mais confortável possível durante o procedimento.

Você também ficará mais tranquilo ao deixá-lo com eles.

 

Quais os benefícios que os petiscos trazem para os pets?

Quais os benefícios que os petiscos trazem para os pets?

Muitos dos alimentos que comemos podem ser dados aos pets. Sabia disso? São os chamados petiscos.

No entanto, não são todos, é bom ressaltar.

Um exemplo nesse sentido é o cacau. Ele possui uma substância, chamada de teobromina, que afeta o cérebro e o coração do pet. Portanto, todo cuidado é pouco na hora de alimentar seus pets!

Alguns petiscos que podem ser dados aos animais são, conforme os especialistas: cenoura, brócolis, alface, beterraba, vagem etc. Esses são os alimentos naturais. Os processados são: biscoitinho, ossinhos, entre outros.

Todos, de alguma forma, trazem benefícios para a saúde dos pets. A seguir, conheça os principais:

Higiene dental

Alguns petiscos oferecem mais do que apenas benefícios para a saúde do animal. Um exemplo nesse sentido é a cenoura. Ela, além de ajudar a regular o sistema nervoso e de retardar o envelhecimento, ajuda na limpeza dental dos pets.

No entanto, para que ela desempenhe essa função, evitando assim problemas como placas bacterianas, precisa ser servida crua.

Sendo oferecida assim, o animal faz um pequeno esforço para comê-la, o que torna o processo de limpeza mais completo e ágil.

Preservação da saúde do pet

Os petiscos naturais são ricos em nutrientes que podem garantir a preservação da saúde de seu pet.

O brócolis, por exemplo, é rico em vitamina C, ferro, zinco e cálcio. Substâncias que ajudam, de modo geral, a regular a pressão arterial e o processo digestivo.

De igual modo a couve. Ela é rica em vitaminas do complexo A, B, C, K e possui outras substâncias que auxiliam a proteger os dentes e a combater a anemia.

Motivação e alegria

Os petiscos, mais do que apenas oferecer muita saúde para o pet, garantem que ele fique motivado e alegre.

Então, é porque a maioria das pessoas utiliza esse alimento para treinar o seu animal. Por exemplo: solicita que ele sente e como recompensa oferece o petisco. Assim, ele é visto pelo animal como uma espécie de “prêmio” bom.

Quer dizer, os petiscos vão bem mais além do que isso. Estabelecem uma conexão mais divertida entre o pet e seu cuidador, fazendo assim com que eles brinquem e troquem afetos.

Auxilia o animal a perder peso

Alguns petiscos naturais e ricos em fibras podem auxiliar o animal a perder peso, não apenas pelas propriedades que possuem, mas também devido a um outro fator.

Com o petisco, o animal tende a ficar mais agitado, correndo de um lado para outro por um bom tempo, o que colabora para esse processo.

A couve, alimento que citamos anteriormente, é um bom exemplo de petisco que contribui para o emagrecimento de pets que estão com sobrepeso.

Observou que os petiscos são essenciais para os pets? Além de proporcionar muita saúde para os seus animais, aumentam sua felicidade, fazendo com que criem uma conexão super prazerosa com os seus cuidadores.

Por falar neles, por que não aproveita o momento e entra em nosso site para conferir os que temos?

Faça isso e garanta ao seu pet diversão, saúde e muito mais!

Como definir a melhor alimentação para o meu pet?

Como definir a melhor alimentação para o meu pet?

Tem um pet e sempre se enrola com relação ao tipo de ração ideal e melhor para ele?

Bom, caso esse seja o seu problema/dúvida, como sabemos que é o de muitas pessoas, continue a leitura deste conteúdo e conheça o passo a passo que preparamos com muito carinho para que o seu animalzinho cresça feliz, saudável e se alimentando bem, com a alimentação ideal para ele!

Opte por ração ou alimentação natural

Antes de ensinarmos o passo a passo para definir a melhor alimentação para o seu pet, convém dizer que você deve evitar alimentar seu animalzinho com comida de panela.

Isso é muito comum acontecer, o que pode prejudicar a saúde do pet e fazê-lo ter reações, como queda de cabelo, vômito, entre outros.

Fique ligado nisso, pois é a saúde de seu cachorrinho ou gato que está em jogo. Evite, assim, alimentar seu pet com sobras de comidas.

Passo a passo para escolher

1. Identifique se seu pet precisa de atenção especial

Em primeiro lugar, é fundamental que verifique se seu pet precisa de atenção especial com relação a sua alimentação.

É com base nisso que poderá verificar qual é o tipo de ração ideal para ele, considerando suas limitações.

Mas como saber disso?

Leve o seu pet em um veterinário e busque saber se ele apresenta algum problema.

Caso não, então basta comprar a ração considerando os elementos que destacamos a seguir.

2. Idade do pet

Considerar a idade do pet na hora de escolher a alimentação é fundamental para que ele cresça de forma forte e saudável.

Para os pets que têm entre 1 a 12 meses, opte pela alimentação com alto teor de proteínas, pois eles estão na fase de crescimento.

Caso o seu pet tenha mais de 1 ano e menos de 7 anos, escolha aquela que mescla sabor, proteínas e nutrientes. O ideal é que a alimentação seja equilibrada.

Os pets acima de 7 anos precisam de uma atenção especial, pois eles, assim como nós, ficam mais vulneráveis. Nessa situação, selecione a alimentação que fortaleça o animal e que seja de fácil mastigação.

3. Porte do animal

Outra coisa que precisa considerar na hora de escolher a alimentação é o porte do animal.

Os especialistas trazem as seguintes recomendações:

● Animais de pequeno porte (pesa entre 1 a 10 kg)

Para animal de pequeno porte, o ideal é que a alimentação possua alta carga de energia e de antioxidante, pois os pets pequenos costumam gastar muita energia em sua locomoção.

● Animais de médio porte (pesa entre 11 a 25 kg)

Para os de médio porte, deve-se optar por uma alimentação que ajude o animal a fortalecer suas habilidades, como correr e caçar, por exemplo. O ideal é selecionar aquele que possua alta carga de antioxidantes e prebióticos, para assim mantê-los saudáveis e resistentes.

● Animais de grande porte (acima de 25 kg)

Os pets de grande porte costumam apresentar problemas específicos, por conta de seu peso e crescimento acelerado, como doença de coração e de ortopedia. Para esses animais, os estudiosos recomendam uma alimentação que seja rica em condroitina e glicosamina — tais substâncias ajudam a amenizar as dores musculares.

Então, depois de ler este conteúdo, ficou mais fácil definir a alimentação ideal para o seu pet? Esperamos que sim!

Aproveitando que está aqui, visite o nosso site e conheça os produtos que dispomos! Quem sabe lá você não encontra a alimentação ideal para o seu animalzinho.

Alimentos não indicados para os animais de estimação

Alimentos não indicados para os animais de estimação

Ter um pet é como ter um filho, de certo modo, pois precisamos não só dar carinho e amor para que ele se sinta feliz e cresça de forma saudável, mas também ter o máximo de cuidado com relação ao que ele come. Afinal, o consumo do alimento errado pode causar reações como vômito, queda de cabelo, diarreia, entre outros.

Para que isso não aconteça com seu pet, preparamos aqui uma lista com quatro alimentos que não são indicados para os animais de estimação. Confira e anote tudo, combinado? Assim, você garante vida longa para seu pequeno filhinho!

1. Alimentos derivados do leite

Acredite você ou não, mas o leite é um dos alimentos contraindicados para um animal de estimação — o que bem é contraditório quando avaliamos a posição do senso comum com relação a esse assunto.

Os estudiosos explicam que o organismo dos pets não possui uma boa quantidade de lactose, elemento que é fundamental no processo de digestão do leite e de seus derivados (isso faz com que o leite fique concentrado no organismo do animal). O que significa que os pets têm certo grau de intolerância à lactose.

2. Ossos

Incrível como os ossos são vistos pela cultura popular como um alimento indispensável para os pets, não é mesmo? Então, ainda que sejam saborosos, ao menos para os animais, eles podem perfurar o estômago de seu cachorro ou gato, causando assim problemas sérios que podem, em último caso, comprometer a sua sobrevivência.

Isso sem deixar de mencionar que pode ferir o reto do animal, no processo de defecação.

É importante entender que os pets não conseguem mastigar bem os ossos, sobretudo os de galinha. Portanto, evite dá-los ao seu animalzinho.

3. Doces

Quem acredita estar fazendo o bem para o animal quando dá a ele um doce, está completamente enganado. Os doces, além de levar à obesidade, podem provocar cáries e até mesmo diabetes, comprometendo assim a sobrevivência do animal.

Pior ainda é quando o doce é feito de cacau, pois essa substância possui um elemento chamado teobromina, que é altamente tóxico aos cachorros e gatos e podem provocar problemas como: vômitos, diarreia, taquicardia, excitação, entre outros.

4. Carne crua

Outro alimento que você deve evitar dar ao seu animal é carne crua. Geralmente, as pessoas costumam fazer isso achando que está agradando o animal. Pode até estar, mas também está facilitando para que doenças surjam em decorrência dessa prática.

Algumas das doenças que o animal pode desenvolver são: infecção, contaminação por bactéria e verminose. Esses problemas afetam o pet não só fisicamente, mas também psicologicamente, uma vez que ele passa a não ter mais a mesma alegria para correr e brincar, isolando-se.

Agora que conhece alguns alimentos que deve evitar dar ao seu animal, cuide bem dele! Ele, ressalte-se, é como um filho que precisa de cuidados especiais. Do contrário, podem adoecer.

Já que está aqui, aproveite o momento e acesse nosso blog para ler outros textos! Fazendo isso, você adquire conhecimento para cuidar bem de seu pet, garantindo a ele uma alimentação saudável e muita alegria.

Insuficiência renal em gatos: o que você deve fazer

Insuficiência renal em gatos: o que você deve fazer

Os rins são órgãos complexos. Eles filtram as toxinas do sangue e as removem do corpo através da urina, regulam os níveis de eletrólitos (potássio, cálcio, fósforo e sódio), produzem um hormônio chamado eritropoetina, que ajuda a controlar a produção de glóbulos vermelhos e produzem renina, uma enzima que regula a circulação e a pressão sanguínea. Quando eles falham pode significar um grande problema. Saiba mais

Por que meu cão está tossindo?

Por que meu cão está tossindo?

Quando os humanos tossem, geralmente é para limpar a garganta ou talvez porque temos um resfriado. Uma tosse persistente pode, às vezes, sinalizar algo mais sério, como pneumonia ou câncer de pulmão. Saiba mais

X